terça-feira, 6 de outubro de 2009

Devaneios V

(Àquele que invade meus pensamentos)

Nem sempre uma pessoa sozinha, está realmente só.
Ligo o som no mais alto volume e ainda assim, escuto sua respiração perto da minha orelha, no canto direito do meu pescoço.
Eu estou com você. Agora.
Ouço sua voz dizendo, exatamente, o que quero ouvir.
Sua perfeição é formada com seus pequenos defeitos, que eu adoro.
Você é tudo para mim, e sinto que não consigo viver sem você. Não mais.
Eliminei todos os problemas que existiriam para nos separar. Quase todos. Existe um ainda.
A sua não existência... Fruto de minha imaginação.
Junção de meus romances prediletos, as músicas mais bonitas e meus ideais.
Os defeitos, eu crio. Os problemas, elimino. Você está somente em minha mente.
Penso e sonho.
Utopia. Onirismo.

Eu e você. Para sempre.
Isolo-me de todos para te encontrar. Aqui. Sonho novamente...
É tudo tão claro. Tão colorido. É apenas minha imaginação?
Abro os olhos. Não te vejo. Confirmação. Você não existe. Conformação. Você não existe, não ainda.
Sinto. Amo-te.


(Milena Buarque)

3 comentários:

  1. http://monologosencatados.blogspot.com/
    Dialogos de filmes romanticos ;D
    deve gostar...

    ResponderExcluir
  2. aaaai, você escreve com tanta leveza *-* lindo, eu adorei! e bom, hora ou outra ele passa a existir ;x

    ResponderExcluir

Não estamos mais em 1968.